a

[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© Projeto Releituras
Arnaldo Nogueira Jr


Elcio Domingues (1963) é carioca. Formado pela Academia Militar das Agulhas Negras, resolveu dar novo sentido à sua vida: foi para a reserva no posto de capitão; passou a trabalhar na iniciativa privada e entrou para a faculdade de Direito. Mora em Campinas (SP). Em seu blog, publica textos de sua autoria e os de outros escritores.


Miscigenação

Elcio Domingues



Os nossos sangues se misturarão

A despeito de teu desrespeito, de teu preconceito sujo, injusto, ignóbil e imperfeito

Os nossos sangues se misturarão

Em nossa dança de exclusão em que me lanças ao nada, ao desencanto, sem afagos, prantos ou pousadas, sem amparo ou compaixão,

Os nossos sangues se misturarão

Para teu desespero, sucumbido e imerso em insanável desmazelo,

Os nossos sangues se misturarão

Ao definhares todos os dias em tua própria prisão e agonia, conhecerás já sem alarde nossa insofismável realidade,

Os nossos sangues se misturarão.

Engana-te em tua cegueira, vaidade tola e confusão, quanto ao azul do teu, mas, quanto ao vermelho do meu, não.

Os nossos sangues se misturarão

Se nas veias de nossos rebentos, ou sobre calçadas bombardeadas, ou ainda em leitos fétidos e pestilentos,

Os nossos sangues se misturarão

Ou no entrelace de taças perfumadas, ou sobre os campos de superfícies turvadas por ódio, rancor e danação,

Os nossos sangues se misturarão

Até que implores para que te livrem de tua sorte nefasta, de tua consangüinidade maldita, de tua genética aleijada, de tua amargura inaudita,

Os nossos sangues se misturarão

Por tua arrogância risível e tua empáfia inútil, por teu egoísmo famélico e teu capricho fútil,

Os nossos sangues se misturarão

Porque tua concupiscência de glutão não te basta para consagrares tua casta nem alcançares a perseguida redenção

Os nossos sangues se misturarão

Na confluência de todos os rios que trazem em suas correntes navios transbordantes de vida, graça e emoção, os nossos deuses, que nos condenaram, enfim apaziguados pelo sangue de todos os degolados e para nossa surpresa e salvação, nos envolverão num só abraço e chorarão apagando com suas lágrimas os traços da espada e do canhão, do apego, da soberba e da ilusão, e assim, sem que mais ninguém ou nada nos impeça, para sempre,

Os nossos sangues se misturarão


E-MAIL: elciodomingues@nipnet.com.br

 

[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© 1996—2011 PROJETO RELEITURAS — Todos os direitos reservados.
O PROJETO RELEITURAS — UM SÍTIO SEM FINS LUCRATIVOS — tem como objetivo divulgar trabalhos
de escritores nacionais e estrangeiros. Aguardamos dos amigos leitores críticas, comentários e sugestões.
A todos, muito obrigado. Arnaldo Nogueira Júnior.
®@njo

 

a